O livro de Judite

 

Autor:Desconhecido

Data: Por volta do século II a.C

Judite que significa judia, era uma viúva que vivia na Palestina, na época em que os Assírios a invadiram.

O livro descreve a penetração só no acampamento do inimigo e a morte do comandante supremo Holofernes. Libertando a cidade de Betúlia e a sua pátria.

Acredita-se que a intenção do autor é animar os hebreus em meio às suas tribulações, mostrando-lhes que Iavé não abandona o seu povo quando este é fiel em observar a Lei e recorre a ele com uma fé viva. O livro chama o povo para ter confiança em Iavé contra os povos inimigos. Todavia quem é chamado por Iavé para agir deve ter prudência e força de vontade.

O autor é desconhecido, mas supõe-se que tenha sido um judeu da Palestina, já que descreve com muita precisão as coisas e os lugares deste país.

O livro foi escrito na Palestina por volta do século II a.C., na atmosfera do fervor nacional e religioso, promovido pelo levante dos Macabeus.

Resumo:

o livro de Judite é a narração de uma vitória do povo eleito contra os seus inimigos graças a intervenção dessa mulher. Onde a pequena nação judaica da cidade de Betúlia, que se encontrava sitiada pelo possante exército de Holofernes, é liberta. Este deve submeter o mundo a Nabucodonosor e destruir todo o culto que não seja ao rei "divinizado".

Como os judeus estão sitiados em Betúlia e dentro de 5 dias, por falta d'água, estão prestes a se renderem. Holofernes a sitia porque fica sabendo a respeito da história do povo judeu com Iavé.

Então aparece Judite, uma jovem viúva, bela, sábia, piedosa e decidida que vence sucessivamente o desalento de seus compatriotas e o exército assírio. Ela reprova os chefes da cidade pela sua falta de confiança em Iavé, depois ora, enfeita-se, sai de Betúlia com sua criada e faz-se ser conduzida até Holofernes. Utiliza contra ele a sedução, a astúcia e, ao ficar sozinha com o militar embriagado, corta-lhe a cabeça e a traz aos cidadãos de Betúlia. Tomados de pânico, os assírios fogem e seu acampamento é entregue ao saque. O povo exalta Judite e se dirige à Jerusalém para uma solene ação de graças.

Judite entoa um cântico a Iavé. Depois concede liberdade à sua criada, escrava, e deixa seus bens como herança. Morre com idade avançada, 105 anos.

O relato está situado no tempo de Nabucodonosor (Jt 1.1), depois da destruição da Babilônia e do retorno no tempo de Ciro (Jt 4.3, 5.19).

( Nota Minha)

Este livro faz parte dos livros considerados apócrifos.

Fontes: Escola Bíblica online

Pr. Adelcio Ferreira

Imprimir Artigo PDF

Enviar comentário

voltar para Estudos

left|left tsN fwB|left show fwR|c10|||login news c10 c05 fwR tsY b01 b02 bsd|b01 c05 normalcase uppercase bsd|b01 normalcase fwR c10 tsY bsd|login news c05 b01 normalcase uppercase bsd|c05 tsN normalcase b01 b02 uppercase bsd|b01 c05 normalcase uppercase tsY bsd|content-inner||