Sou cristão(a).Posso divorciar-me e casar-me Novamente?

Não há na Escritura nenhum ensinamento direto sobre novo casamento após o divórcio, apesar de muitos cristãos estarem nesta condição de divorciarem e casarem-se novamente .Acredito ¨eu¨ pessoalmente dizendo, como pastor, que o cônjuge por sua iniciativa tendo  violado o voto matrimonial e se tenha divorciado não tem o direito moral de casar-se com outra pessoa enquanto o cônjuge que permaneceu fiel ao voto ainda vive e permanece sem casar-se e casto. Se se casar, deverá ser removido do rol de membros da igreja. A pessoa com quem se casar, se for membro da igreja, também deverá ser removida do rol de membros, porém não é isso que vemos hoje em dia. Acredito que cada pastor tem sua consciência exercitada para proceder de acordo com sua interpretação, sabendo porém que dará contas de sua administração eclesiástica a Deus.

As Escrituras permitam o divórcio por algumas razões que vamos mencionar abaixo,  bem como por abandono por parte do cônjuge incrédulo (1 Coríntios 7:10-15),  e ou como disse Jesus em caso de traição (adultério). Neste sentido, a igreja e as pessoas envolvidas devem fazer esforços diligentes para a reconciliação, apelando aos cônjuges que seja evidente um ao outro o espírito de perdão e restauração. A igreja é instada a tratar amorosamente e redentiva o casal a fim de auxiliar no processo de reconciliação. Não havendo reconciliação, a bíblia deve nortear o restante da questão a ser resolvida.

A pessoa divorciada não tem a opção de se casar novamente. Em 1 Coríntios 7:10-11, Paulo deu duas escolhas àqueles que haviam se divorciado: permanecer descasado ou então se reconciliar com o seu par. Novo casamento de divorciados é adultério. E adultério para aquele que se divorcia de seu par. Disse Jesus : Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher, e serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. E em casa tornaram os discípulos a interrogá-lo acerca disto mesmo. E ele lhes disse: Qualquer que deixar a sua mulher e casar com outra, adultera contra ela. E, se a mulher deixar a seu marido, e casar com outro, adultera. Evangelho de Marcos 10:7-12.

- Para aquele que está divorciado  disse Jesus: Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de fornicação, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.Mateus 5:32.

Obs: No contexto que Jesus ensina (repudiar seria deixar a mulher sem lhe dar carta de divorcio). Farei um novo estudo sobre este tema, para que fique bem compreendido entre nós, que o contexto é ao judeus. Este termo ou palavra (repudiar-repudiada) se aplicava apenas às mulheres, e segundo alguns teólogos o homem submetia a mulher ao repudio, e não lhe dava carta de divórcio, como forma de vingança e/ou de submeter a mulher a um castigo,ou humilhação.

Eis a lei de que trata Deuteronômio: “Quando algum homem tomar um mulher e se casar com ela e não se agradar por haver achado nela algo indecente, lhe escreverá uma carta de divórcio e entregará em suas mãos, e a mandará embora de casa. E saindo de sua casa, poderá casar-se com outro homem” (Deut. 24: 1 e 2).

- Para aqueles que se casam com mulheres repudiadas  disse Jesus: Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também.Lucas 16:18.

De acordo com Paulo, quando escreve aos corintios , a bíblia diz o seguinte: Porque a mulher está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido. Romanos 7:2-3. O adultério continua enquanto se está casado com um segundo par e o primeiro ainda vive.

A bíblia procura consistentemente enaltecer o matrimônio e desencorajar o divórcio. Claro que na visão de Paulo divorcio só seria permitido em algumas condições.

1- Do divorciado(a) não se casar novamente.

Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.1 Coríntios 7:10-11. Este texto anda esquecido pelos nossos irmãos. E hoje em dia o que mais vemos são crentes divorciados , casando-se novamente. Contando ainda , com a benção de um ministro do evangelho.

2- Em caso de conjuge descrente querer se separar.

O que Paulo ensina às igrejas do Senhor? Vejamos: Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe. E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe. Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos. Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não está sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz. Porque, de onde sabes, ó mulher, se salvarás teu marido? ou, de onde sabes, ó marido, se salvarás tua mulher? E assim cada um ande como Deus lhe repartiu, cada um como o Senhor o chamou. É o que ordeno em todas as igrejas,1 Coríntios 7:12-17. Neste caso , onde o descrente quer ir embora , Paulo diz claramente , que ele, (não o Senhor), permite que o casamento se desfaça.

Claro, que  preciso aqui ressaltar, que nem todas as denominações estão de acordo com o que acabo de escrever. Tenho por certo que muitos , ou a maior parte acha isso um fundamentalismo, ou até uma imposição de homens. Porém em nosso ministério , e em nossas congregações nenhum pastor tem o direito de oficiar uma cerimônia de um novo casamento de uma pessoa que, diante do que a bíblia ensina, se apartou de seu primeiro matrimonio, e quer/deseja contrair um segundo casamento. Acreditamos que segundo diz a bíblia , este/esta que se apartou não tem este direito baseando-se  na Palavra de Deus, de entrar em um  novo casamento.

Quero ainda ressaltar que diante destes fatos, necessário se faz conhecer bem os casais cristãos, e por que desejam se separar, e/ou por que estão separados. Qual a causa da separação. Por que hoje em dia, até os cristãos aderiram a moda de por qualquer motivo fútil , querer divorciar. Como já dizia alguns amigos. Cada caso, é um novo caso. Expomos o que a bíblia diz, e tudo que fizermos deve ser avaliado a luz da Palavra de Deus. Claro que este texto esta se referindo a pessoas cristãs , casadas. O que não conhece o Senhor, uma vez se conhecendo ao cristianismo , é nova criatura. Mesmo sendo divorciado antes de conhecer a Cristo, era ignorante com relação a Palavra do Senhor. Agora como nova criatura ele pode se casar livremente, desde que seja uma pessoa também crente como ele/ela.

 

A mulher (pessoa - cônjuge) casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor. 1 Corintios 7.39

 

Grifo meu no texto bíblico para relatar não só a mulher , porém também o marido

 

Deus abençoe.

Pr. Adélcio Ferreira

Imprimir Artigo PDF

 

Enviar comentário

voltar para Estudos

left|left tsN fwB|left show fwR|c10|||login news c10 c05 fwR tsY b01 b02 bsd|b01 c05 normalcase uppercase bsd|b01 normalcase fwR c10 tsY bsd|login news c05 b01 normalcase uppercase bsd|c05 tsN normalcase b01 b02 uppercase bsd|b01 c05 normalcase uppercase tsY bsd|content-inner||