A vida engessada da religiosidade no evangelho

Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens.
Gálatas 1:11

O evangelho que por mim foi anunciado...

Na maioria das vezes vivemos uma religiosidade portas a dentro do templo. Ouvimos a Palavra, sentimos o confronto para mudarmos nossas atitudes diárias, porém soa somente como um alerta, a fim de compreendermos e sermos convencidos de que na verdade , Deus sabe , e conhece todos os nossos deslizes internos. Esta religião, e/ou religiosidade era semelhantemente praticado pelos fariseus, ao ponto de Jesus dizer a multidão e aos seus discípulos: “Então falou Jesus à multidão, e aos seus discípulos,dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus.Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem;”Mt. 23.1-3

Um cristianismo sem Cristo é aquele cristão que vive sem aplicações diárias da Palavra de Deus em sua vida. É viver com disposição religiosa, sem contudo admitir as mudanças que são necessárias para viver um genuíno evangelho. 

Ou seja, receber em sua natureza pecaminosa as boas novas de Cristo. Nascer de novo, ou nascer de Deus, é uma necessidade e não apenas uma indicação no evangelho de Jesus. 

Pois é Ele que diz a Nicodemos um mestre da lei: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 

Eis aqui, uma verdade evidenciada no viver da igreja dos dias atuais. Uma necessidade de ver, e digo também viver o Reino de Deus, a partir do novo nascimento. Eis por que é tão difícil confiar em Deus, apenas confiar, acreditar que O Senhor é o provedor, sem atitudes ou comportamentos contrários à aquilo que a Bíblia diz. Nicodemos serviu a Deus, sem contudo perceber, ou receber a chegada do Reino. Pelo menos foi isso que Jesus notificou a ele.

A igreja primitiva tinha,e alguns hoje em dia tem, Jesus, como seu único é definitivo ponto de partida. Porém, outros tantos, lá nos dias primeiros da igreja, como agora nos dias atuais vivem com os valores do mundo, deixando os valores do evangelho em segundo plano. São estes que chamo aqui, de religiosos, e/ou praticantes da religião. 

Uma religião, ou forma  religiosa de conhecer a Deus, não tem valor contra a sensualidade(velha natureza). Pelo menos é isso que Paulo diz aos Colossenses no capítulo 2 de sua carta. Vejamos:“ Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: Não  toques, não proves, não manuseies? As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; as quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne". Col.2.20-23.

Acredito que o Espírito Santo, já falou conosco, acerca de coisas que são acontecimentos, vivências diárias em nossa vida. Coisas estas que não condiz com o evangelho é sim com a religião. Pois na religião eu me apronto a cada domingo para viver uma mentira por 2 horas de culto, represento meu papel, faço uma boa cena de como deve ser um cristão verdadeiro, mais após retirar o terno, a gravata, e as roupas da religião, visto novamente os trajes da vida atual que possuo, a qual, vou viver o restante da semana, e nesta vida que chamo de (minha), não permito, nem desejo que o Deus que eu digo servir, se intrometa. 

É assim que vejo ao longo do ministério, a vida de muitos que não encontraram no evangelho a  pérola de grande valor (Mateus 13:45-46) o tesouro, que Mateus diz em seu evangelho,  a ponto de perderem tudo, para ganhá-lo. 

Não há nenhum problema com Deus, nem muito menos com as ricas bênçãos prometidas por Jesus, a quem em primeiro lugar buscar o seu Reino e a sua justiça. 

Somos uma prova viva de que esta palavra tem um sentido único, pessoal,para quem descobre este tesouro. Não é algo que podemos universalizar nas escrituras, é pessoal... para cada discípulo que o encontra. E acredito, e prova sou de que Aquele que fez a promessa é Fiel para a cumprir na vida dos que entregam tudo em suas mãos.

Deus abençoe.

Pr. Adélcio Ferreira 

Igreja Batista da Provisão - Sede 

Imprimir Artigo PDF

Enviar comentário

voltar para Mensagens

left|left tsN fwB|left show fwR|c10|||login news c10 c05 fwR tsY b01 b02 bsd|b01 c05 normalcase uppercase bsd|b01 normalcase fwR c10 tsY bsd|login news c05 b01 normalcase uppercase bsd|c05 tsN normalcase b01 b02 uppercase bsd|b01 c05 normalcase uppercase tsY bsd|content-inner||